Alimentação rica em nutrientes pode minimizar sequelas cognitivas causadas pela Covid-19

12 de agosto de 2021

Alimentação rica em nutrientes pode minimizar sequelas cognitivas causadas pela Covid-19

12 de agosto de 2021

12 de agosto de 2021



Em fevereiro deste ano, o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor), da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), realizou um estudo com pacientes recuperados da Covid-19. De acordo com o levantamento, foi possível identificar sequelas cognitivas em 80% dos avaliados, como a perda de memória recorrente.

Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, explica que a infecção viral pode afetar o sistema neurológico, trazendo a confusão mental e, consequentemente, a falha na memória. Apesar de não haver uma estratégia comprovada para auxiliar os problemas posteriores causados pelo coronavírus, a alimentação rica em nutrientes pode auxiliar o corpo na recuperação.

“O consumo adequado de nutrientes ajuda na recuperação de um modo geral. Isso porque a nutrição reduz o estresse oxidativo e, no que diz respeito à atividade cerebral, garante a saúde das células relacionadas à memória por mais tempo”, explica.

De acordo com a nutricionista, é importante buscar alimentos ricos em ômega-3, visto que essa gordura – presente principalmente nos peixes – ajuda na formação de uma camada importante na estrutura dos neurônios e, portanto, é indicada que o seu consumo seja frequente.

Os compostos com ação antioxidante também favorecem a saúde das células do sistema nervoso central. Para as pessoas que sofrem com a perda de memória, é interessante incluir legumes e verduras no dia a dia das refeições.

“Quando o assunto é o cuidado com o cérebro, frutas como o morango, uva roxa e melancia são uma excelente opção. Esses alimentos são fontes de antocianinas, resveratrol e licopeno, respectivamente. Todas elas trazem efeitos positivos para a nossa mente”, destaca Renata.

Além disso, a vitamina B12, presente em grande quantidade nas carnes e nos ovos, está muito associada à saúde cerebral. Por essa razão, é importante avaliar a necessidade de suplementação para vegetarianos e veganos.

Com base nas informações passadas pela nutricionista, é possível concluir que alguns alimentos podem ser benéficos para minimizar as probabilidades de perda de memória. Contudo, também é importante destacar que há vilões no que diz respeito aos cuidados com a mente. Um deles, muito presente no nosso dia a dia, é o açúcar. Portanto, Renata alerta: é necessário dosar a quantidade.

“Já é bem definido pela ciência que o consumo frequente de açúcar pode favorecer doenças neurológicas, como o Alzheimer. Isso porque, quando em excesso, há o aumento do estresse oxidativo no nosso organismo, que prejudica diversos sistemas e funcionalidades internas”, pontua.

Saudabilidade

O consumo adequado de nutrientes gera um sistema nervoso saudável, principalmente a longo prazo. Quando há a busca por alimentos ricos em vitaminas, o sistema imune é favorecido. Esse hábito, segundo Renata, pode reduzir inflamações causadas pela Covid-19.

O consumo de proteínas e vegetais, durante o processo da infecção viral e no momento de recuperação após a doença, também é extremamente indicado para manter a saudabilidade do corpo. Porém, é fundamental estar atento aos casos mais graves do coronavírus. “Quando é necessário fazer reabilitação pulmonar, precisamos adequar a quantidade de calorias ingeridas, assim como o total de proteínas, para auxiliar na recuperação da massa muscular perdida e, também, na melhora da função pulmonar”, informa.

Algumas outras estratégias, segundo a nutricionista, também são bem-vindas, já que a Covid-19 é uma doença que afeta diversos órgãos. Portanto, o consumo de nutrientes que ajudam na melhora da coagulação, na função renal e hepática que podem ficar prejudicadas, deve ser avaliado junto com profissionais da área.

Como suporte para o processo de recuperação dos pacientes que enfrentaram o coronavírus, a nutricionista indica quatro receitas saborosas, fáceis e nutritivas que auxiliam na funcionalidade do corpo. Confira:

Salada de bacalhau com endívias

Ingredientes:
100g de endívias
2 xícaras de chá de salada de bacalhau Oba
2 colheres de sopa de creme de ricota ou cream cheese

Preparo:
1) Abra as folhas de endívia em uma travessa;
2) Espalhe uma pequena quantidade de creme de ricota ou cream cheese em cada folha;
3) Recheie com a salada de bacalhau Oba e sirva em seguida.

Pasta de avelã caseira com morangos

Ingredientes:
1 xícara de avelãs sem casca
1 colher de sopa de cacau em pó
2 xícaras de tâmaras sem caroço

Preparo:
1) Deixe as tâmaras picadas de molho por 30 minutos;
2) Bata as avelãs no liquidificador até formar uma farinha;
3) Acrescente o cacau em pó e as tâmaras hidratadas;
4) Bata até formar uma pasta. Se necessário, acrescente um pouco de água (o mínimo possível).
5) Corte os morangos ao meio e decore com uma pequena porção da pasta de castanhas.

Smoothie de uva com açaí

Ingredientes:
1 xícara de chá de uvas roxas com casca
1 xícara de chá de polpa de açaí
1 xícara de chá de banana picada congelada
2 colheres de sopa de mel

Preparo: bata tudo no liquidificador e sirva em seguida

Carne louca de pernil

Ingredientes:
1 kg de pernil suíno sem osso
2 tomates cortados em tiras
Suco de 2 limões
1 xícara de pimentão verde cortado em tiras
3 dentes de alho amassados
1 cebola cortada em tiras
½ xícara de cheiro verde picado
3 colheres de sopa de azeite
Orégano e sal a gosto

Preparo:
1) Corte a carne em fatias finas;
2) Tempere com sal, orégano, o azeite e o limão e deixe na geladeira por pelo menos duas horas;
3) Misture o tomate, o alho, a cebola e o cheiro verde à carne temperada;
4) Leve para a panela de pressão e cozinhe até que a carne fique bem macia (cerca de 50 minutos);
5) Retire da panela e termine de desfiar a carne;
6) Recheie tortas, sanduíches ou use como acompanhamento de saladas e batatas cozidas.

Em fevereiro deste ano, o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor), da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), realizou um estudo com pacientes recuperados da Covid-19. De acordo com o levantamento, foi possível identificar sequelas cognitivas em 80% dos avaliados, como a perda de memória recorrente.

Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, explica que a infecção viral pode afetar o sistema neurológico, trazendo a confusão mental e, consequentemente, a falha na memória. Apesar de não haver uma estratégia comprovada para auxiliar os problemas posteriores causados pelo coronavírus, a alimentação rica em nutrientes pode auxiliar o corpo na recuperação.

“O consumo adequado de nutrientes ajuda na recuperação de um modo geral. Isso porque a nutrição reduz o estresse oxidativo e, no que diz respeito à atividade cerebral, garante a saúde das células relacionadas à memória por mais tempo”, explica.

De acordo com a nutricionista, é importante buscar alimentos ricos em ômega-3, visto que essa gordura – presente principalmente nos peixes – ajuda na formação de uma camada importante na estrutura dos neurônios e, portanto, é indicada que o seu consumo seja frequente.

Os compostos com ação antioxidante também favorecem a saúde das células do sistema nervoso central. Para as pessoas que sofrem com a perda de memória, é interessante incluir legumes e verduras no dia a dia das refeições.

“Quando o assunto é o cuidado com o cérebro, frutas como o morango, uva roxa e melancia são uma excelente opção. Esses alimentos são fontes de antocianinas, resveratrol e licopeno, respectivamente. Todas elas trazem efeitos positivos para a nossa mente”, destaca Renata.

Além disso, a vitamina B12, presente em grande quantidade nas carnes e nos ovos, está muito associada à saúde cerebral. Por essa razão, é importante avaliar a necessidade de suplementação para vegetarianos e veganos.

Com base nas informações passadas pela nutricionista, é possível concluir que alguns alimentos podem ser benéficos para minimizar as probabilidades de perda de memória. Contudo, também é importante destacar que há vilões no que diz respeito aos cuidados com a mente. Um deles, muito presente no nosso dia a dia, é o açúcar. Portanto, Renata alerta: é necessário dosar a quantidade.

“Já é bem definido pela ciência que o consumo frequente de açúcar pode favorecer doenças neurológicas, como o Alzheimer. Isso porque, quando em excesso, há o aumento do estresse oxidativo no nosso organismo, que prejudica diversos sistemas e funcionalidades internas”, pontua.

Saudabilidade

O consumo adequado de nutrientes gera um sistema nervoso saudável, principalmente a longo prazo. Quando há a busca por alimentos ricos em vitaminas, o sistema imune é favorecido. Esse hábito, segundo Renata, pode reduzir inflamações causadas pela Covid-19.

O consumo de proteínas e vegetais, durante o processo da infecção viral e no momento de recuperação após a doença, também é extremamente indicado para manter a saudabilidade do corpo. Porém, é fundamental estar atento aos casos mais graves do coronavírus. “Quando é necessário fazer reabilitação pulmonar, precisamos adequar a quantidade de calorias ingeridas, assim como o total de proteínas, para auxiliar na recuperação da massa muscular perdida e, também, na melhora da função pulmonar”, informa.

Algumas outras estratégias, segundo a nutricionista, também são bem-vindas, já que a Covid-19 é uma doença que afeta diversos órgãos. Portanto, o consumo de nutrientes que ajudam na melhora da coagulação, na função renal e hepática que podem ficar prejudicadas, deve ser avaliado junto com profissionais da área.

Como suporte para o processo de recuperação dos pacientes que enfrentaram o coronavírus, a nutricionista indica quatro receitas saborosas, fáceis e nutritivas que auxiliam na funcionalidade do corpo. Confira:

Salada de bacalhau com endívias

Ingredientes:
100g de endívias
2 xícaras de chá de salada de bacalhau Oba
2 colheres de sopa de creme de ricota ou cream cheese

Preparo:
1) Abra as folhas de endívia em uma travessa;
2) Espalhe uma pequena quantidade de creme de ricota ou cream cheese em cada folha;
3) Recheie com a salada de bacalhau Oba e sirva em seguida.

Pasta de avelã caseira com morangos

Ingredientes:
1 xícara de avelãs sem casca
1 colher de sopa de cacau em pó
2 xícaras de tâmaras sem caroço

Preparo:
1) Deixe as tâmaras picadas de molho por 30 minutos;
2) Bata as avelãs no liquidificador até formar uma farinha;
3) Acrescente o cacau em pó e as tâmaras hidratadas;
4) Bata até formar uma pasta. Se necessário, acrescente um pouco de água (o mínimo possível).
5) Corte os morangos ao meio e decore com uma pequena porção da pasta de castanhas.

Smoothie de uva com açaí

Ingredientes:
1 xícara de chá de uvas roxas com casca
1 xícara de chá de polpa de açaí
1 xícara de chá de banana picada congelada
2 colheres de sopa de mel

Preparo: bata tudo no liquidificador e sirva em seguida

Carne louca de pernil

Ingredientes:
1 kg de pernil suíno sem osso
2 tomates cortados em tiras
Suco de 2 limões
1 xícara de pimentão verde cortado em tiras
3 dentes de alho amassados
1 cebola cortada em tiras
½ xícara de cheiro verde picado
3 colheres de sopa de azeite
Orégano e sal a gosto

Preparo:
1) Corte a carne em fatias finas;
2) Tempere com sal, orégano, o azeite e o limão e deixe na geladeira por pelo menos duas horas;
3) Misture o tomate, o alho, a cebola e o cheiro verde à carne temperada;
4) Leve para a panela de pressão e cozinhe até que a carne fique bem macia (cerca de 50 minutos);
5) Retire da panela e termine de desfiar a carne;
6) Recheie tortas, sanduíches ou use como acompanhamento de saladas e batatas cozidas.

Relacionadas

Separamos algumas receitas que você pode gostar
Aliada do intestino: confira os benefícios da manga para combater a prisão de ventre

Problema acomete 40 milhões de brasileiros, de acordo com uma pesquisa realizada pela Federação Brasileira de Gastroenterologia Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, ressalta a importância

27 de setembro de 2021

Além do café da manhã: confira 5 receitas para incluir o mamão na rotina

O mamão é uma fruta que tem sido exportada em grande escala e é uma das queridinhas do brasileiro.

13 de setembro de 2021

Alimentação rica em nutrientes pode minimizar sequelas cognitivas causadas pela Covid-19

De acordo com o levantamento do Incor, 80% dos pacientes que enfrentaram a infecção viral tiveram problemas, como a perda de memória Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, destaca a importân

12 de agosto de 2021


Relacionadas

Separamos algumas receitas que você pode gostar.

×

O que você está procurando?

×

Política de privacidade - Oba Hortifruti

Do objetivo


A Política de Privacidade possui a finalidade de estabelecer as regras sobre o uso, armazenamento e tratamento dos dados e informações coletadas dos usuários no site www.obahortifruti.com.br


Do armazenamento dos dados e informações


O site desta empresa leva em consideração a importância da privacidade de todos os dados e informações coletados, sendo armazenados em ambiente seguro e somente poderão ser acessados por pessoas qualificadas e autorizadas pelo Grupo Fartura de Hortifrut Ltda. “Oba Hortifruti”.


Nós reconhecemos e garantimos que em hipótese alguma serão divulgados qualquer tipo de dados pessoais enviados a nós, seja por formulário, e-mail, ou qualquer outro meio. Entretanto, o Grupo Fartura de Hortifrut Ltda se exime de quaisquer responsabilidades por quaisquer danos decorrentes de falhas, vírus ou invasões do banco de dados do site, salvo nos casos de dolo ou culpa exclusiva da mesma.


O site Oba Hortifruti somente divulgará as informações pessoais do usuário em razão da lei e/ou ordem judicial.


O usuário é proprietário dos dados e está apto a adicionar, excluir ou modificar quaisquer informações que estiverem ligadas ao seu perfil de usuário no site www.obahortifruti.com.br.


Da finalidade do cadastro

Os dados cadastrados pelo Usuário somente serão utilizados para divulgar produtos, novidades, promoções e concursos, e somente quando essa utilização tiver sido expressamente autorizada pelo usuário no momento do seu cadastro.


Das disposições Gerais


As disposições constantes desta Política de Privacidade poderão ser atualizadas ou modificadas a qualquer momento, sem aviso prévio, cabendo ao Usuário verificá-la sempre que acessar o site.